2020, UM ANO (IM)PERFEITO!


Texto originalmente publicado na Revista Duo Joinville, Dezembro 2020 - Coluna Empreendedorismo, Por Kel Boaretto



Fotos Claudia Reinert Fotografia

O que significa "PERFEITO" para você? Durante muito tempo acreditei que perfeito significasse sem erros, exato, preciso. E somente agora, após algumas viagens de trailer, ao longo do período de isolamento social provocado pela pandemia de COVID 19, aprendi que perfeito não tem nada haver com isso, pelo contrário.


Digo isso, pois é impossível a viagem de um casal + um cachorro, morando em 5m2, ser "perfeita", se formos tentar encaixa-la no sentido puro da palavra, é claro. Até mesmo porque por vezes um pneu fura no meio do nada, o carro atola na escuridão total, esquecemos o repelente, o Leon (nosso cãopanheiro) apronta, as comidas da geladeira desabam com o movimento do carro, as louças caem, os talheres somem, escolhemos a rota errada, o sistema de água não funciona e assim por diante. Então se formos esperar este tipo de perfeito esquece, jamais o teremos e viveremos FRUSTRADOS.


Bom, mas por qual motivo estou te falando isso e o que isso tem haver com 2020? Simplesmente tudo! E faço questão de registrar estes fatos especialmente em minha coluna deste mês de dezembro, pois sei que esse ano, muito possivelmente não tenha sido como você planejava. Foi 100% imperfeito, não é mesmo? Mas se pensar bem, entre toda esta imperfeição, coisas legais sugiram em meio ao acaso!


Por aqui, por exemplo, foi em meio ao caos, que decidimos ter rodinha nos pés. Isto surgiu como um desejo do nosso íntimo para que pudéssemos conhecer novos lugares, culturas, sabores e visões de mundo. Nos conectando mais com a natureza e com nós mesmos à fim de viver uma vida ainda mais criativa, sem deixar de respeitar o isolamento social. Certamente se não fosse as circunstância estaríamos ocupados demais para isso!


Então, com tudo isso, perceba que o perfeito mesmo mora na imperfeição. TUDO é perfeitamente IMPERFEITO! Inclusive nós mesmos. São os acasos, que tornam cada momento especial. São as diferenças que nos tornam únicos! E é isso que faz a vida ser INTERESSANTE e REPLETA de HISTÓRIAS para contarmos.


Podemos dar risada ou nos desesperar. Não existe meio termo. Por isso escolho rir e você?


Tchau 2020. E apesar de tudo, muito obrigada.




Texto originalmente publicado na Revista Duo.