Através delas eu muito aprendi e hoje com elas posso compartilhar!

Revista Duo Joinville, Outubro 2021- Coluna Duo, Por Kel Boaretto

-


Um dos aspectos mais fascinantes da minha jornada, quanto empreendedora, é conhecer seres humanos incríveis que muito além das relações de trabalho, me ensinam e assim promovem impactos significativos em minha trajetória pessoal e profissional.


E pensando bem, sempre foi assim. Desde a minha infância, tive professores incríveis que me inspiraram a também desejar viver esta profissão, que além de disseminar conhecimento, amplia os horizontes de pensamento. E são justamente estes pensamentos a base para criarmos nosso futuro e realizarmos sonhos!


“Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”. Essa frase da escritora Cora Coralina define o que penso nesse sentido. Por isso, foi com imensa felicidade que, como um presente do universo, de forma inesperada, resgatei relações com duas pessoas queridas que no passado foram minhas professoras.


Quando eu tinha três anos de idade Priscila Risden foi minha professora no maternal e, atualmente, tenho a felicidade de tê-la como parte da COcoruja, nossa Comunidade de Empreendedoras Criativas da Sabedorama. Para Priscila “existem acontecimentos na vida que são guiados pelo destino e, tenho certeza, que isso permitiu que lá no passado fechássemos um ciclo e, recentemente, iniciássemos outro. É um misto de alegria e surpresa viver esse momento que une passado e presente”.


Com o objetivo de potencializar sua atividade profissional, minha professora, de alguma forma, 26 anos depois, tornou-se minha aluna, comprovando que o aprendizado é eterno e o conhecimento é tão valioso que quanto mais se divide, mais ele aumenta. Competência, vontade de vencer e investimentos em capacitação sempre foram elementos essenciais para o sucesso na visão de Priscila.


Outra professora que reencontrei recentemente foi a Maura Hinselmann, que lecionava enquanto eu cursava a quinta série. Ela adquiriu o primeiro livro da série interativa para empreendedoras, do qual sou autora, e ao dar seu depoimento sobre a transformação que leitura gerou em sua vida, em nós veio aquele conhecido sentimento: “Eu já te conheço de algum lugar!?” E assim, novamente, minha emoção foi grande ao perceber o quanto o ciclo de dar e receber é eterno e valioso.


“Esse reencontro foi uma oportunidade de continuarmos a escrever algo que ainda não havia sido escrito no livro da vida. Uma nova chance de conhecer e reconhecer a outra pessoa sob uma nova perspectiva. As personagens da história continuam as mesmas, porém, o enredo é completamente novo e inédito” reflete Maura.


Trabalhar na área da educação me permitiu ampliar ainda mais a admiração que sinto pelas pessoas, pela capacidade transformadora, pelas experiências de vida de cada indivíduo e pela generosidade em dividir o que se sabe. Então, neste mês em que se celebra o Dia dos Professores das Sabedoras, minha homenagem à Priscila e à Maura é uma maneira simbólica de agradecer a todos os mestres, diretos ou indiretos, com quem convivi.


Obrigado pela doação generosa de sabedoria. A lição mais importante que aprendi foi tornar o compartilhamento de conhecimento o impulsionador contínuo dos meus dias.



Saiba mais:

Revista: @revistaduojoinville

Siga: @sabedorama e @kelboaretto, para ficar por dentro de todas as novidades em tempo real.



Texto originalmente publicado na Revista Duo.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo