#CorujasCriativas, especial mês das mulheres - 9: Carla


Por Elizandro Duarte

-


Para se consolidar no mundo corporativo, muitas vezes, é necessária uma reinvenção

profissional, trocando uma carreira estável pelos desafios e oportunidades da atividade

empreendedora. Mudando-se de Florianópolis para Joinville e investindo em uma nova atividade, Carla Martins faz sucesso no disputado segmento das franquias.


Qual a sua área de atuação?

Sou franqueada das lojas Imaginarium em Joinville. Hoje possuímos duas unidades nos Shoppings Garten e Mueller.


Quando e de que forma o desejo empreendedor entrou na sua vida?

O sonho inicial de ter um negócio próprio partiu do meu marido que já trabalhava na área de expansão de franquias e quando surgiu uma oportunidade de comprarmos a primeira loja eu o apoiei e confiei, e investimos todo o nosso capital. Até então morávamos em Florianópolis, eu trabalhava num hospital na área da qual sou formada.


O plano inicial era: meu marido é formado em administração e iria tocar os negócios e eu apenas cuidaria das demandas de RH por conta do meu trabalho fixo. Porém isso não foi suficiente pra mim, fiquei tão empolgada com a loja que sempre que eu podia participava das ações, criava campanhas de marketing, eventos na loja, trabalhava durante todas as sazonais, criei as mídias socias, e sempre opinava nas decisões mais críticas e aos poucos fui conquistando meu espaço no negócio.


E quando surgiu a oportunidade de abrirmos a segunda loja (dezembro/2017) meu marido me convidou para ser sócio-proprietária e eu aceitei e deixei tudo para empreender e começar uma nova vida profissional. Não estava nos meus planos! Mas trabalhar no meu próprio negócio, não tem preço. Tenho oportunidade de mais ganhos, liberdade, flexibilidade para poder executar outros planos e sonhos. Hoje moramos em Joinville (desde julho/2018) e acompanhamos as operações de perto.


Em sua opinião o que significa “ser empreendedora”?

É um desafio, não existe bater o ponto e se desligar do negócio, mas tem que ter um equilíbrio entre a vida pessoal e o trabalho. É inovar, errar, acertar um aprendizado constante e apaixonante. Buscar novas alternativas e repetir bons exemplos, ter paciência e saber que com muito trabalho e boas praticas alcançamos nossos objetivos.


Qual a importância do conhecimento para quem deseja empreender?

Fundamental! É muito importante obter novos aprendizados, seja por meio de livros ou cursos. Desde que iniciamos as operações iniciei minha segunda graduação em Design de Interiores.


Você recomenda para os empreendedores a realização de cursos de capacitação e aperfeiçoamento?

Sim, todo conhecimento é sempre valido e compartilhar as experiências é enriquecedor.


Qual o conselho que você pode dar para uma empreendedora que deseja abrir um negócio no mesmo segmento que você atua?

Entender bem como funciona a metodologia da franquia, estudar a praça que pretende atuar e o público alvo que quer atingir. Negocie muito, valores de aluguel, obras isso pode ser muito positivo pra você. As coisas não acontecem sozinhas, não cometa esse erro!


Participe ativamente do seu negócio. Invista numa boa equipe, pode levar tempo e dinheiro, mas não desista! O bom atendimento é o que cativa e faz o cliente retornar.